Notícias

Termina sem acordo reunião de servidores da saúde, em greve, com governo de Minas

Por Redação , 08/11/2019 às 09:23
atualizado em: 08/11/2019 às 09:29

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Servidores da saúde em greve, por tempo indeterminado, se reuniram com o secretário de planejamento, Otto Levy, nessa quinta-feira (7), na Cidade Administrativa, para cobrar o mesmo tratamento que os servidores de segurança têm em relação ao salário e ao 13º. A categoria quer o mesmo acordo de reajuste salarial negociado com funcionários da segurança pública, de 28,8%.

Segundo Neusa Freitas, diretora executiva do Sindicato Único dos Servidores de Saúde (Sind-Saúde), a reunião terminou sem novidades. “O governo não conseguiu ser objetivo no seu esclarecimento, na verdade, proposta ele não apresentou nenhuma, nós precisamos de algo concreto para levar para a categoria”, destaca.

A Secretaria de Planejamento respondeu, em nota, que o secretário Otto Levy se comprometeu a realizar o pagamento do 13° de todos os servidores estaduais integralmente e na mesma data, ainda neste ano, caso o Projeto de Lei 1205/2019, referente à antecipação de recebíveis do nióbio, seja aprovado nos moldes em que foi enviado pelo Governo, e respeitado o prazo limite de 14/11 para aprovação do PL. 

Em nota, a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) informou que a greve atingiu, principalmente, o Hospital Júlia Kubitschek, em Belo Horizonte. Segundo a fundação, os setores mais afetados estão funcionando abaixo da escala mínima.

Segurança pública

Depois de diversas tentativas de negociação, no início de outubro representantes da segurança pública – policiais militares e civis, bombeiros, agentes penitenciários e do sistema socioeducativo – entraram em acordo com o Governo de Minas sobre a reposição salarial dos últimos quatro anos e a regularização do pagamento dos salários da categoria.

Ficou definido que o pagamento de dezembro será feito em parcela única até o 10º dia útil. Em janeiro, fevereiro e março os salários também serão pagos integralmente até o 7º dia útil. A partir de abril, o dinheiro passa a ser depositado até o 5º dia útil. Em relação ao 13º salário, foi acordado que o pagamento será feito em três parcelas: em 21 de dezembro, 21 de janeiro e 21 de fevereiro. 

Sobre a recomposição salarial, o governo pretende anunciar o cronograma de pagamento e os percentuais que serão depositados até a segunda quinzena de novembro. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O meio-campista do Galo foi denunciado por vizinhos por promover uma festa com aglomeração nos dias 24 e 25 de maio #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia (PSL), também apontado pelos perfis como um dos alvos, já havia confirmado a divulgação de informações privadas, atribuída por ...

    Acessar Link