Notícias

Ídolo cruzeirense, Niginho estreia no comando do Atlético ganhando um clássico

Por Alexandre Simões, 15/10/2020 às 12:53
atualizado em: 15/10/2020 às 12:57

Texto:

Foto: Cruzeiro/Divulgação
Cruzeiro/Divulgação

Um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro, o maior de todos nos tempos de Palestra Itália, Niginho, goleador máximo do clássico, com 25 gols, estreia como treinador do Atlético.

Os dois clubes fazem a segunda partida pela decisão do primeiro turno do Campeonato Mineiro de 1956. Uma vitória cruzeirense garantia a taça ao time do Barro Preto, que tinha feito 2 a 0 quatro dias antes, no confronto que abriu a melhor de três e decretou a queda do treinador Evando Becker.

Com um gol de Tomazinho, aos 17 minutos do segundo tempo, o Galo, comandado por Niginho, empata a decisão e força o terceiro jogo da melhor de três.

A FICHA DO JOGO
ATLÉTICO
1
Zeca; Benito e Osvaldo; Afonso, Múcio e Haroldo; Murilinho, Tomazinho, Vaduca, Joel e Amorim. Técnico: Niginho
CRUZEIRO 0
Genivaldo; Gérson dos Santos e Vavá; Adelino, Lazzarotti e Bené; Vitinho, Pelau, Nilo, Guerino e Sabú. Técnico: Artur Nequessaurt
DATA: 18 de outubro de 1956
LOCAL: Independência
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOL: Tomazinho, aos 17 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Luiz Guarda
RENDA: Cr$ 221.790,00

MAIS HISTÓRIA
OUTRO
JOGO: Em amistoso disputado no Barro Preto, valendo a Taça Moura Costa, segundo o Almanaque do Cruzeiro, de Henrique Ribeiro, os dois rivais fazem um clássico que tem dois árbitros.

O Palestra Itália (Cruzeiro) era tricampeão mineiro e superou o rival, de virada, com gols das lendas Bengala, Niginho e Piorra, com Jairo e Said, integrantes do chamado Trio Maldito alvinegro, marcando para o Atlético.

A FICHA DO JOGO
PALESTRA
ITÁLIA 3
Ctalano; Nereu (Mário Gagliardi) e Gil; Maeco, Barros e Calixto; Piorra, Niginho, Carazzo, Bengala e Alcides. Técnico: Matturi Fabbi
ATLÉTICO 2
Armando; Maurílio e Nariz; Cordeiro, Brant e Mário Gomes; Geraldino, Said, Mário de Castro, Jairo e Cunha (Mauro Gouvêa). Técnico: Abílio Lopes de Almeida
DATA: 18 de outubro de 1931
LOCAL: Estádio do Barro Preto
MOTIVO: Amistoso
GOLS: Jairo, aos 5, Bengala, aos 20, e Niginho, aos 30 minutos do primeiro tempo; Piorra, aos 2, e Said, aos 15 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Dorival Gomes (Alcides Machado)

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Na época, Fernanda foi derrotada por Gwyneth Paltrow, que ganhou o prêmio pela atuação em Shakespeare Apaixonado. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Em cobrança de falta, atacante balançou as redes da Chapecoense, que só havia sofrido um gol em casa na Série B. #Itatiaia

    Acessar Link