Notícias

Documentarista enviado pela Itatiaia ao Pantanal mostra a situação do bioma atingido por incêndios

Há divergências sobre causas, culpados e soluções

Por Redação, 05/10/2020 às 08:18
atualizado em: 08/10/2020 às 10:22

Texto:

RESUMO

  • A Itatiaia enviou o documentarista Thiago Theo ao Pantanal para mostrar o trabalho de biólogos, pesquisadores, brigadistas, bombeiros, voluntários e moradores da região
  • Ao longo desta semana, a Itatiaia veicula uma série de matérias especiais
  • Há divergências sobre causas, culpados e soluções 


Thiago Theo/Itatiaia

O Pantanal registrou em 2020 uma das piores secas, com inúmeros incêndios, da sua história. Imagens com plantas e animais em chamas rodaram o Brasil e o mundo, junto a campanhas de apoio. Conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, em setembro foram registrados mais de 8 mil focos de incêndio no bioma. 

Há divergências sobre causas, culpados e soluções. Esta é a perspectiva que traz o documentarista Thiago Theo, enviado especial da Itatiaia ao Pantanal para mostrar o trabalho de biólogos, pesquisadores, brigadistas, bombeiros, voluntários e moradores da região. Ao longo desta semana, a Itatiaia veicula uma série de matérias especiais. 

O documentarista desembarcou na cidade de Paconé, no Mato Grosso, que fica no ponto zero da transpantaneira, estrada que liga Poconé a Porto Jofre. “Chegando, você já percebe a fumaça no céu. O sol, por exemplo, você não vê aquela bola branca. Você vê o sol circular, meio amarelado, por causa da fumaça”, conta.

“Praticamente todos os dias o céu estava enfumaçado. Mais do que isso, eu consegui registrar e ver a mata muito queimada. Durante esses cinco dias eram temperaturas que variavam entre 39 ºC e 52 ºC, um calor e uma seca muito grandes. O que eu vi foi uma planície completamente preta, vermelha e cinza”.

A resposta para o que está por trás dos incêndios, na avaliação de Thiago Theo, “não é tão simples quanto a gente imagina”. “‘Ah, foi um incêndio criminoso feito por alguém, vindo de alguma fazenda’. O pantanal não é uma região que você consegue plantar muita coisa. Então quando a gente tem que falar de motivos, a gente tem que pensar que, por exemplo, nunca teve uma seca tão grande na história”, diz.

“Então, não teve chuva. E por que não chove no Pantanal? Isso pode ser causado pelo desmatamento na Amazônia. E o pantanal é uma região mais nova do que a Amazônia. O aquecimento global, isso é um caminho”, alega.

“Outra perspectiva que podemos olhar é que existem grandes propriedades privadas de fazendas no pantanal. Às vezes, ele (o fazendeiro) abandona a fazenda porque os filhos não quiseram assumir. Nessa região, os pantaneiros falavam que o pantanal está muito sujo de folhagem, de material orgânico que fica muito fácil de queimar. Ou, às vezes, que chegam novos fazendeiros que começam a criar gados de forma não sustentável”. 

“Claro, tem os incêndios criminosos. Aí você pergunta qual a intenção da pessoa em colocar foco naquele lugar? Perguntei para várias pessoas. Ninguém sabe, ninguém soube explicar. Quem ganha com o pantanal em chama?”, completa.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A Itatiaia esteve no Pantanal. A nossa lente sempre focada no humano traz esta semana um registro da situação do maior bioma brasileiro depois das queimadas e seca históricas dos últimos meses, e que agora, no pós, vive ainda sob a ameaça de mais uma tragédia ambiental com as chuvas que chegam logo mais. O nosso enviado especial, o documentarista @thiagotheo.nef , encontrou por lá pessoas de várias partes do Brasil que formaram um coletivo de biólogos, pesquisadores, brigadistas, bombeiros, voluntários, moradores da região. Foram 24 horas por dia, semanas e semanas controlando o fogo, salvando a fauna e a flora e tentando evitar mais perdas da nossa natureza. Hoje, a mensagem é do mineiro Heleno Maia. O biólogo, ambientalista, defensor do animais, especialista em desastres ambientais presenciou a maior queimada da história do Pantanal, e com sua missão de vida, projeta um recomeço que só a natureza tem a força de exercer, e que, nós, seremos humanos, temos a responsabilidade de cuidar. #itatiaianopantanal

Uma publicação compartilhada por Rádio Itatiaia (@itatiaiaoficial) em 5 de Out, 2020 às 3:35 PDT

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Na época, Fernanda foi derrotada por Gwyneth Paltrow, que ganhou o prêmio pela atuação em Shakespeare Apaixonado. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Em cobrança de falta, atacante balançou as redes da Chapecoense, que só havia sofrido um gol em casa na Série B. #Itatiaia

    Acessar Link