Notícias

Brasil e Argentina têm muito a oferecer um ao outro, diz presidente Jair Bolsonaro

Por Agência Estado , 11/12/2019 às 15:32

Texto:

Foto: Marcos Corrêa/PR
Marcos Corrêa/PR

Após afirmar desejo de impedir que "nossos filhos e netos" não deixem o Brasil por uma "ideologia que não deu certo", o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta quarta-feira que espera que tudo dê certo na Argentina. "O Brasil foi o único país citado no discurso do presidente (Alberto) Fernández. Estamos prontos a implementar o mais rápido possível acordo com a União Europeia. Argentina tem muito a nos oferecer. O Brasil tem muito a oferecer a Argentina também", disse.

"Nosso governo só estará feliz quando todos os demais irmãos da América do Sul viverem em liberdade e democracia", disse Bolsonaro.

O presidente errou ao lamentar a escolha de um "general de brigada" para o cargo de ministro da Defesa da Argentina. O nomeado por Fernández, no entanto, é Augustín Rossi, engenheiro civil que já ocupou a Defesa na gestão de Cristina Kirchner, agora vice-presidente.

"Tem de ser um general de Exército, almirante de esquadra ou brigadeiro do ar. Ou até civil. Mas a maneira de mexer nas coisas, naquilo que está dando certo, creio não ser a melhor opção", disse Bolsonaro.

O presidente discursou em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Bolsonaro recebeu da confederação o Grande Colar da Ordem do Mérito Industrial. A entidade também divulgou pesquisas e opinião feitas entre industriais e população em geral sobre políticas do governo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link